Sinais e sintomas


 

O câncer de pele pode se manifestar de várias formas. Pode ser uma pinta ou sinal que mudou de cor ou formato, uma ferida que não cicatriza ou sangra ou até uma lesão vermelha que descama e não melhora com tratamentos clínicos. Dessa forma, é essencial que se conheça bem a pele e saber em quais regiões existem pintas.

Apenas um médico especializado ou uma biópsia podem diagnosticar o câncer de pele mas deve-se sempre estar atento aos seguintes sintomas:


- Ferida que não cicatriza e continua crescendo, com descamação, crosta, úlcera ou sangramento.


- Lesão elevada, brilhante, podendo ser rósea, acastanhada ou multicolorida, que sangra facilmente podendo formar crostas na sua superfície.


- Pinta ou sinal de cor preta ou castanha que mudou de cor, textura, formato e tamanho, tendo bordas irregulares.


A regra do ABCDE é a metodologia indicada por dermatologistas para reconhecer os três tipos de câncer da pele mais comuns: carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular e melanoma. Mas, em caso de sinais suspeitos, procure sempre um dermatologista. Nenhum exame caseiro substitui a consulta e avaliação médica.


Regra do ABCDE


A: Assimetria

Assimétrico: maligno

Simétrico: benigno



B: Borda

Borda irregular: maligno

Borda regular: benigno



C: Cor

Dois tons ou mais: maligno

Tom único: benigno



D: Dimensão

Superior a 6 mm: provavelmente maligno

Inferior a 6 mm: provavelmente benigno



E: Evolução

Cresce e muda de cor: provavelmente maligno

Não cresce nem muda de cor: provavelmente benigno